Governo Federal qualifica retroárea de granéis líquidos do Porto de Fortaleza como prioridade


Mais um importante passo foi dado no processo de concessão da retroárea do Porto de Fortaleza, destinada à formuladora de combustível, durante a 20ª reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), realizada em Brasília, na última terça-feira (27). O MUC59 passa a integrar a lista de projetos do Ministério da Infraestrutura qualificados no PPI.


Na atual fase conduzida pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), está em análise 82 contribuições da sociedade civil enviadas até o último dia 07 de abril, incluindo uma audiência pública. Após a conclusão, a proposta será enviada ao Tribunal de Contas da União (TCU), que também fará uma nova análise para então autorizar o lançamento do edital.


O MUC59 fica localizado no pátio de triagem ferroviária na Avenida Vicente de Castro e dispõe de uma área total de 25.638 metros quadrados. O local, por onde passa uma linha férrea da Transnordestina, estava em parte ocioso. "Com a concessão dessa retroárea, a CDC irá melhorar a utilização das suas áreas, além de injetar novos recursos na Companhia, podendo então dar sequência ao planejamento estratégico que tornará o Porto de Fortaleza mais eficiente e cada vez mais competitivo”, destaca a diretora-presidente da companhia, Mayhara Chaves.



20 visualizações0 comentário