Navio-Escola “Brasil” atraca no Porto de Fortaleza antes de encerrar a 35ª VIGM


O Porto de Fortaleza recebeu no último dia 31 de dezembro o Navio-Escola “Brasil” (NE Brasil). Foi a penúltima atracação desta que é a 35ª Viagem de Instrução de Guardas-Marinha (XXXV VIGM), que já seguiu na manhã desta segunda-feira (03) para o Rio de Janeiro. O cronograma incluiu 13 portos em 11 países, com início da viagem no dia 04 de agosto do ano passado em Natal (BRA), depois passando por Mindelo (CPV), Lisboa (PRT), Hamburgo (DEU), Londres (GBR), Koper (SVN), Pireu (GRC), Civitavecchia (ITA), Toulon (FRA), Ponta Delgada (PRT), Ft. Lauderdale (USA), Cartagena (COL), Fortaleza (BRA) e encerrando no dia 09 de janeiro de 2021 no Rio de Janeiro (BRA).


O atual comandante do navio é o Capitão de Mar e Guerra Marcelo do Nascimento Marcelino, que assumiu o cargo em 26 de fevereiro de 2021. A tripulação é composta por 32 Oficiais e 219 Praças. Há ainda 178 Segundos-Tenentes, incluindo um de Honduras, todos oriundos da Escola Naval, além de convidados do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira, da Marinha Mercante Nacional, do quadro de servidores civis da Marinha e de Marinhas amigas como Camarões, Uruguai, Reino Unido e Chile.


O NE Brasil tem a missão de prover instrução prática aos Guardas-Marinha (GM) e mostrar bandeira, quando em viagem ao exterior, a fim de contribuir para a formação profissional e cultural dos futuros Oficiais e o estreitamento de laços com as nações amigas. Durante a VIGM, são ministradas aulas práticas de navegação, meteorologia, marinharia, operações navais, controle de avarias e administração naval, bem como é conduzida a importante fase de adaptação à vida de bordo.



No dia 22 de dezembro de 2021, os GM foram nomeados ao posto de Segundo-Tenente, estando prontos para serem distribuídos por todo o país, nos diversos navios e organizações militares da Marinha. Nesta viagem, devido à pandemia da Covid-19, o navio adotou um protocolo de segurança especial, com medidas sanitárias e monitoramento médico da tripulação. Em face da situação atual, excepcionalmente, não foi aberto à visitação pública.


Saiba mais:

O Navio-Escola “Brasil” foi construído pelo Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, a partir de um projeto desenvolvido pela Diretoria de Engenharia Naval, ambos órgãos da Marinha do Brasil. Sua construção foi iniciada em setembro de 1981 e, após dois anos, no dia 23 de setembro de 1983, o navio foi lançado ao mar, tendo sido incorporado à Marinha em 21 de agosto de 1986.


O NE Brasil tem sido motivo de orgulho para todos os brasileiros e de admiração e respeito por parte de todos os estrangeiros que têm a oportunidade de visitá-lo nos diversos portos de escala. Ao longo de sua vida, o Navio tem recebido diversas atualizações tecnológicas com a finalidade de oferecer um padrão de excelência aos futuros Oficiais da Marinha.


A maioria dessas atualizações é proveniente de projetos desenvolvidos tanto pela Marinha do Brasil quanto por empresas nacionais, destacando-se um sistema de simulação tática e treinamento, importante recurso instrucional de operações navais; um centro de integração de sensores para navegação eletrônica; um sistema de controle de avarias; e um sistema de controle e monitoramento da propulsão.




Com informações da Capitania dos Portos do Ceará

30 visualizações0 comentário