Prevenção de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti é tema de palestra na CDC


A prevenção tem uma atenção especial por parte da diretoria da Companhia Docas do Ceará. Atenta às doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, como dengue, Chikungunya, Zika e febre amarela, os colaboradores participaram de uma palestra sobre arboviroses na tarde da última segunda-feira (18). Foram convidados para tirar dúvidas sobre o tema, o supervisor geral do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (NESMS), Elvis Clark, e o educador em Saúde, João Antunes. Coube ao diretor Comercial da CDC, Mário Jorge Cavalcanti, dar boas-vindas aos convidados e ressaltar a importância de cada um fazer a sua parte na prevenção dessas doenças.


A dengue mata. Chamando atenção para a doença, Elvis Clark disse que “as pessoas podem até deixar de lado os cuidados por desconhecerem os riscos das arboviroses, mas elas podem matar”. João Antunes, por sua vez, explicou para os colaboradores sobre as maneiras de combate ao mosquito, que podem ser biológicas, químicas, mecânicas e por meio de mobilização social. “Cada uma dessas etapas vai depender do estágio do mosquito, desde o ovo, à larva, à pupa até a fase adulta”, ressaltou.


Importante observar que apenas a fêmea transmite a doença durante o processo de maturação dos ovos. João Antunes, esclarecendo as perguntas dos colaboradores, informou que, após picada, a pessoa só sente os primeiros sintomas sete dias depois. Elvis Clark finalizou a palestra ilustrando todos os estágios do mosquito e explicando como identificar cada fase e a maneira correta do combate em cada um desses períodos.