Workshop sobre a Portaria ALF/FOR nº 50 marcou a primeira atividade de capacitação de 2021 da GP


A primeira atividade de capacitação de 2021 da Guarda Portuária da Companhia Docas do Ceará abordou a Portaria ALF/FOR nº 50 /2012. No formato de workshop, a programação aconteceu no início desta semana - 19 e 20/04 -, no auditório do Centro Vocacional Tecnológico (CVT Portuário), tendo como instrutor o GP Luthero Ilo. Dividido em duas turmas, a atividade foi realizada no período da manhã.


Por meio de um debate sobre o tema, com a participação também de vigilantes e porteiros terceirizados, o workshop teve como objetivo ampliar o conhecimento entre os membros da segurança do Porto de Fortaleza. Essa foi uma oportunidade para rever a norma que disciplina o ingresso, a permanência e a saída de pessoas e veículos em áreas ou recintos alfandegados, em cumprimento ao que determina o ISPS Code e a Resolução 53 da CONPORTOS.


Segundo explicou o GP Luthero Ilo, “o workshop teve como benefício principal a revisão da norma e a qualificação do serviço de segurança portuária”. O coordenador da Guarda Portuária da CDC, Enéas Braga, acrescentou que um calendário de atividades será seguido ao longo deste ano. Estão previstas instruções teóricas, práticas e simulados, sempre mantendo os cuidados de prevenção à Covid-19, uma vez que a atividade portuária é essencial para o desenvolvimento da economia e permanece movimentando cargas 24 horas por dia.


“Tendo em vista que algumas atividades serão realizadas no interior do Porto de Fortaleza, haverá sempre comunicação prévia à Receita Federal do Brasil, que é a alfandegadora da Companhia Docas do Ceará, solicitando autorização”, reforça o coordenador Eneas Braga.




16 visualizações0 comentário