top of page

Companhia Docas do Ceará e FIEC se aproximam para firmar parceria em prol do crescimento da Economia


Uma comitiva da Companhia Docas do Ceará, liderada pelo Chefe de Gabinete da Presidência, Paulo César Moreira, e composta pelos Coordenadores de Planejamento, Paulo Pinho; de Gestão e Negócios, Rinaldo Lira e de Marketing, Mário Jorge, visitou, ontem (06/11), o Observatório da Indústria, plataforma de inteligência de mercado desenvolvida pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará, FIEC.


Por meio de inteligência artificial, o dispositivo reúne mais de 5 trilhões de dados e os disponibiliza à iniciativa privada e setor público para adotarem estratégias de mercado e políticas públicas.


A visita é um desdobramento de recente encontro realizado na sede da FIEC, quando os Presidentes da Federação e da Companhia Docas do Ceará, Ricardo Cavalcante e Lucio Gomes, respectivamente, com a Presença do Diretor Comercial da CDC, José Júnior, acertaram firmar uma parceria, visando compartilhar conhecimento, promover treinamentos e certificações, tudo em prol do desenvolvimento econômico do estado. Termo de Parceria, reunindo as duas entidades, será assinado, em breve.


Com isso, as instituições estão comprometidas em garantir que o ciclo positivo de crescimento econômico e desenvolvimento social seja fortalecido, por meio do acesso à informação e da colaboração eficaz.




Para o Coordenador de Gestão e Negócios da CDC, Rinaldo Lira, o plano é que a parceria democratize ainda mais o acesso à informação sobre a competitividade do modal aquaviário e as oportunidades de cabotagem e navegação de longo curso para as empresas. “A intenção de nos aproximarmos do trabalho realizado pelo Observatório da Indústria é entender melhor sobre o portfólio de produtos de mercado ofertados, pois sabemos da expertise e da consistência com que a organização atua na área de inteligência de dados, tendências mercadológicas e inteligência estratégica. E, diante disso, o momento é oportuno para realizarmos uma cooperação estratégica que nos auxiliará na construção de uma área, dentro da Autoridade Portuária, voltada para Inteligência de Mercado e estratégias mercadológicas” afirmou o Coordenador Rinaldo Lira.


A reunião foi conduzida pelo Gerente do Observatório da Indústria, Guilherme Muchale, que apresentou a estrutura e as capacidades operacionais do sistema, bem como suas aplicações potenciais para o Porto de Fortaleza. “É possível projetar impactos positivos em toda a cadeia econômica. Com matérias-primas mais acessíveis, produtos mais baratos e maior competitividade da indústria, a população se beneficia com custos mais baixos, e a economia do estado cresce, gerando empregos e renda. Além disso, a arrecadação aumenta, permitindo investimentos em áreas críticas, como educação e saúde, para o benefício da sociedade em geral”, disse Muchale.


Ainda de acordo com o Gerente do Observatório da Indústria, a parceria vai propiciar desenvolvimento para o estado do Ceará. "A ideia é trazer informações estratégicas que possam municiar as estratégias da companhia, identificar parceiros e clientes em potencial e aproveitar a infraestrutura do Porto do Mucuripe para expandir as oportunidades para empresas cearenses e de estados vizinhos", concluiu Muchale.

bottom of page