top of page

Desenvolvimento do Ceará será impulsionado pelo arrendamento do Terminal Marítimo de Passageiros



O Leilão de Arrendamento de Área e Infraestrutura Pública do Terminal Marítimo de Passageiros de Fortaleza foi realizado na última sexta-feira (11), na sede da B3, em São Paulo. O evento contou com a presença de representantes da Companhia Docas do Ceará, incluindo o Assessor da Presidência, Roberto Loureiro, o Diretor Comercial, José Júnior e o Coordenador Comercial, Rinaldo Lira. O Grupo ABA Infraestrutura e Logística sagrou-se vencedor do processo de arrendamento do Terminal Marítimo de Passageiros (TMP), ao apresentar uma oferta no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais) e terá a concessão do equipamento por tempo determinado, para investir e contribuir com a geração de emprego e renda na região. Além da outorga, o vencedor do certame também arcará com um aluguel mensal em torno de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), destinado à Companhia Docas do Ceará. O TMP de Fortaleza, um ativo de importância estratégica, atualmente, requer investimentos substanciais para restaurar suas condições originais, equilibrar as receitas e despesas, e solidificar sua posição como um marco de referência no Nordeste do Brasil. Ao longo dos próximos 25 anos, a empresa, que já desempenha um papel crucial na administração dos terminais de passageiros de Santos, Rio de Janeiro e Salvador, assumirá a gestão do Terminal Marítimo de Passageiros de Fortaleza. Através da aplicação de sua perícia operacional, o Grupo ABA Infraestrutura e Logística visa aprimorar a conectividade marítima, expandir as rotas de navios de passageiros e diversificar a utilização do espaço portuário. Essas medidas se destinam a fomentar uma multiplicidade de oportunidades de negócios e empregos, elementos fundamentais para o crescimento do setor portuário, do turismo, além de aquecer a economia no estado do Ceará. Eduardo Nery, diretor geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), em discurso após a conclusão do leilão, ressaltou a importância deste passo, em direção ao progresso: "O Terminal de Passageiros de Fortaleza é mais uma perspectiva importante que se abre. Além do valor da outorga que vai ser pago, um outro componente essencial é que a autoridade portuária, hoje em dia, precisa retirar recursos dos próprios cofres para poder pagar a manutenção. Ela irá se desonerar, agora, dessa obrigação de manutenção, valores expressivos, para poder investir naquilo que é importante, para prover uma melhor infraestrutura do porto, tornar mais eficiente, mais moderno e atender uma dessas prioridades que a Agência sempre vem apregoando, que é a modernização dos portos públicos." Por sua vez, o Presidente da Companhia Docas do Ceará, Lucio Ferreira Gomes, chamando a atenção para o fato de que o patrimônio continuará sendo de propriedade da Companhia Docas, destacou que o arrendamento da área vai tornar positivo o resultado da unidade de negócio Terminal Marítimo, tendo em vista ser deficitária a atual operação do equipamento; sem falar na necessidade imediata de investimento para restauração das condições originais de segurança e conforto, para os usuários. Com essa conquista, o Porto de Fortaleza reafirma seu papel central no desenvolvimento do Ceará. Ao proporcionar uma infraestrutura revitalizada e uma ampla gama de oportunidades econômicas, o porto se posiciona como um catalisador fundamental para o crescimento sustentável do estado. Porto de Fortaleza, o desenvolvimento do Ceará passa por aqui.

留言


bottom of page