top of page

I Encontro Mulher Marisqueira é prestigiado pela CDC



Localizada no entorno do Porto de Fortaleza, a Colônia Z-8 sediou na última semana o I Encontro Mulher Marisqueira. Cerca de 100 mulheres, representando o Mucuripe, Serviluz, Sabiaguaba, Arpoador, Pirambu, Barra do Ceará e Iparana, tiveram a oportunidade de participar de rodas de conversa sobre a profissão e a saúde feminina, com destaque para o câncer de mama e de pele, já que estamos no Outubro Rosa. Parceira da Colônia Z-8, a Companhia Docas do Ceará prestigiou a abertura deste evento, considerado um marco para as marisqueiras.


De acordo com a vice-tesoureira da Colônia Z-8, Maria Cristina de Sousa Paula, as marisqueiras estão resguardadas com o auxílio-maternidade, pensão por morte, auxílio-doença e aposentadoria, entre outros direitos, desde que possuam o Registro Geral de Pesca (RGP). Hoje, mais de 700 mulheres e filhas de pescadores exercem a profissão no âmbito da Z-8, sendo um total de 75 Colônias espalhadas pelo Ceará e centenas delas capturando caranguejo, siri, ostra, camarão, aratu e búzios nos rios e beiradas das praias. E para ter esse suporte trabalhista é necessário pagar uma mensalidade no valor de R$ 21,00.


Trabalhando de sol a sol para complementar a renda do marido pescador, que muitas vezes passa um longo período em alto mar, as marisqueiras cearenses possuem forte presença no litoral leste (Aracati) e Oeste (Itarema). Um diferencial neste último município, é que lá, além de catarem os mariscos, elas investem também na gastronomia, preparando deliciosos pratos para os restaurantes e nas festividades da região. A categoria vem recebendo grande apoio da nova gestão da Colônia Z-8, presidida por Francisco dos Santos Bezerra, e da Federação das Colônias de Pescadores do Ceará e da Z-11 (Beberibe), Raimundo Félix da Costa.


Convidada para o I Encontro das Marisqueiras, a representante da Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (SEMA) e do Projeto Risca do Meio, Izaura Lima, fez uma breve fala, ressaltando a importância de elas olharem mais para si. Após as boas-vindas e as falas de abertura, as marisqueiras foram recepcionadas com um café-da-manhã e em seguida com um momento de relaxamento com a fisioterapeuta Conceição Sousa. A programação contou com a entrega de mudas; oficina Elas Mais Lindas; palestra sobre o Outubro Rosa e uma roda de conversa com o tema ‘Eu quero, eu posso, eu vou conseguir’. Um novo encontro já está agendado para o próximo dia 30 de novembro.





Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page