top of page

Segundo maior pólo trigueiro do país, Porto de Fortaleza realiza operação simultânea

Atualizado: 4 de fev. de 2021



Uma operação simultânea de descarregamento de trigo está acontecendo neste início de fevereiro no Porto de Fortaleza. Outra boa novidade é a movimentação que o operador Termaco está realizando para um novo cliente, Moinho Santa Lúcia, que importou 10 mil toneladas de trigo da Argentina por meio do navio Ultra Calbuco. Para este ano de 2021, estão programadas 50 mil toneladas de trigo somente para o moinho Santa Lúcia chegando neste porto.

Outras 32.500 toneladas do grão, também vindo da Argentina no navio Jian Gui Haí, estão sendo operadas agora pela Tergran, que atende os moinhos M. Dias Branco, J. Macêdo e Grande Moinho Cearense. As operações acontecem nos berços 103 e 105.



Trigo: Em 2020, a importação dos granéis sólidos cereais (trigo) pelos moinhos M. Dias Branco, Grande Moinho Cearense e J. Macêdo foi 9,9% maior se comparado ao ano de 2019, totalizando 1,2 milhão de toneladas por meio de 53 navios e alcançando uma prancha média diária de 8.213,112 toneladas. A carga veio, principalmente, da Argentina, Estados Unidos e Canadá, cujo montante deve ser novamente ultrapassado em 2021, segundo a administração do Terminais de Grãos de Fortaleza Ltda. (Tergran), arrendatário no Porto de Fortaleza. Somente o trigo movimentado respondeu, nos últimos cinco anos, pela importação de 5,8 milhões de toneladas.

Comentários


Os comentários foram desativados.
bottom of page