top of page

Trabalhadores portuários serão priorizados na vacinação contra a Covid-19

Atualizado: 2 de fev. de 2021



De acordo com o Informe Técnico da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 publicado nesta semana, pelo Ministério da Saúde, estarão na lista de prioridade trabalhadores portuários, rodoviários, ferroviários, aquaviários e aeroviários. Para ter acesso a vacina, será necessário apresentar uma comprovação de pertencimento a um desses grupos. O cronograma de logística e data para início desses grupos prioritários da vacinação deverá ser divulgado pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS/MS).


Em dezembro de 2020, a Associação Brasileira de Entidades Portuárias e Hidroviárias (ABEPH), presidida pela diretora-presidente da Companhia Docas do Ceará (CDC), Mayhara Chaves, solicitou em carta direcionada ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a inclusão dos trabalhadores portuários na lista de categoria essencial para a vacinação. Em nota divulgada nas redes sociais, a ABEPH prestou agradecimentos ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, além do secretário nacional dos Portos, Diogo Piloni.


Com início na semana passada, a vacinação priorizou trabalhadores da área da saúde; pessoas com 60 anos ou mais que residem em casas de repouso, asilo e abrigos; pessoas com deficiência institucionalizadas e população indígena aldeada. Além desses grupos, serão prioridade nessa etapa da campanha pessoas com mais de 60 anos; povos e comunidades ribeirinhas e quilombolas; grupo com morbidades; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; pessoas em situação de rua; funcionários das forças de salvamento e segurança; forças armadas; trabalhadores da educação e pessoas com deficiência permanente grave.

bottom of page