top of page

Porto de Fortaleza recebe submarino da Marinha do Brasil

Atualizado: 6 de abr. de 2022



Com 44 militares a bordo, atracou na manhã desta terça-feira, no Porto de Fortaleza, o submarino Tikuna S34 da Marinha do Brasil. Mais novo dos cinco submarinos brasileiros, construído em 2005, no Rio de Janeiro, ele partiu da capital carioca há 15 dias e ficará atracado neste modal marítimo 105 até o próximo dia 10, quando seguirá para um treinamento nos Estados Unidos, com apenas uma parada em San Juan (Porto Rico). A viagem até o destino final, em uma profundidade que pode chegar até 300 metros, levará 25 dias.


Para receber o submarino, a equipe de Engenharia e de Gestão Portuária da Companhia Docas do Ceará, com apoio da Capitania dos Portos do Ceará, da Transpetro e da Unilink, instalou duas defensas especiais, do tipo Yokohama, no último sábado. Esse modelo flutuante de para-choques, de propriedade da Unilink e responsável pelo transporte até o Porto de Fortaleza, é feito com borracha pneumática e utilizado para evitar colisões durante a atracação de navios, tendo como vantagem a baixa pressão na superfície da unidade do navio, além de absorver muita energia.


Embora o submarino utilize na maior parte do tempo bateria para se locomover, no Porto de Fortaleza será abastecido com óleo diesel e água potável. O Tikuna S34 pesa 1.400 toneladas, possui 62,5 metros de comprimento e mede 12 metros de altura, incluindo a parte da vela. Seu interior é bastante estreito e sua divisão inclui os compartimentos Torpedo, Bateria, Comando, Manobra e Máquina, além dos alojamentos e de uma cozinha. Os alimentos são mantidos e refrigerados na parte inferior do submarino.


A frota de submarinos da Marinha do Brasil aumentará com a construção em curso de mais cinco, sendo um deles no modelo nuclear. O Tikuna S34, maior de todos, foi construído dentro da estratégia de aquisição de domínio completo do ciclo “Projeto, Construção e Reparação”. Seu nome é uma homenagem ao povo indígena Tikuna, que habita a região do Alto-Solimões, no oeste do estado do Amazonas






Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page